top of page

Conheça o transtorno Borderline e saiba como ele pode afetar o humor

Atualizado: 22 de ago. de 2022



Você já ouviu falar em borderline? Essa síndrome se caracteriza pela presença de sentimentos e comportamentos extremos, que podem se alterar de uma hora para outra.



Quais os sintomas do transtorno de personalidade borderline?


O Transtorno de personalidade Borderline, também chamado de transtorno de personalidade limítrofe, é caracterizado pelas mudanças súbitas de humor, medo de ser abandonado pelos amigos e comportamentos impulsivos, como gastar dinheiro descontroladamente ou comer compulsivamente, por exemplo. Geralmente, as pessoas com Síndrome Borderline têm momentos em que estão estáveis, que alternam com episódios de raiva, depressão e ansiedade, manifestando comportamentos descontrolados. A principal queixa é o intenso "vazio" que sentem, muitas vezes confundidos com tristeza e, consequentemente, depressão. Os pacientes com Transtorno Borderline têm baixa tolerância ao abandono, seja esse real ou interpretado. Algumas vezes adotam comportamento de risco (jogo, uso de substâncias, etc.) e possuem dificuldade no controle dos impulsos, manifestando-se muitas vezes com automutilação (geralmente com cortes nas pernas e braços) ou tentativas de suicídio.



Principais características do transtorno de personalidade borderline:


Por mais que o borderline tenha sintomas variáveis, algumas características são comuns entre os indivíduos, como:


  • Sentimento de insegurança em relação a si e aos outros;

  • Sensação de vazio e solidão;

  • Mudanças severas de humor, que podem perdurar por horas ou dias;

  • Flutuação entre depressão, ansiedade e raiva;

  • Irritabilidade, que pode gerar comportamento agressivo;

  • Impulsividade, que pode ser associada ao vício em jogos ou drogas, padrões alimentares exagerados, desrespeito às leis, gasto descontrolado de dinheiro, etc;

  • Pensamentos e possíveis ameaças suicidas;

  • Medo excessivo ou irreal de abandono por familiares, parceiros ou amigos;

  • Tendência ao distanciamento e relações instáveis;

  • Problemas para aceitar críticas;

  • Comportamentos irracionais em casos de grande estresse;

  • Dependência de outras pessoas para ter estabilidade;

  • Receio que as emoções saiam do controle.

Borderline tem cura?


Tecnicamente não tem cura, mas o devido tratamento pode melhorar a qualidade de vida dos pacientes e lhes ajudar a manter relações saudáveis. Outro ponto importante é que as manifestações tendem a ser menores com o passar dos anos. Contudo, as crises de borderline podem ser muito severas, e é preciso que o indivíduo acometido e as pessoas ao redor dele saibam como agir nessas situações.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page