top of page

Adolescente Acolhido, Adulto Resolvido!


Oiê!!!

Eis aqui mais um artigo para reflexão e compreensão de mais um aspecto pertencente ao ser humano. A adolescência sugere a imersão complexa e desorientada gerada a partir da construção de si em uma nova fase. Enquanto na infância e na fase adulta tais aspectos são mais bem delineados e definidos na abrangência do desenvolvimento e conhecimento humano, na adolescência ainda é retratada como coadjuvante, mesmo esta apresentando faces de protagonismo.


A fase da adolescência é marcada pelos sentimentos e emoções mais sombrios vividos pelo indivíduo. É nesta fase que este ao entrar em transição do desprendimento do seu “EU” infantil e na imersão do seu “EU” adulto, se vê desorientado e confuso quanto ao reconhecimento de si com seu papel no mundo, pois a mesma carrega consigo as nuances das responsabilidades e das escolhas diante do seu atual desenvolvimento biológico, psicológico e emocional acelerado, sem prévio aviso.


O adolescente se encontra em constante movimento mediante a sua exposição com novas experiências, ações e reações que apesar de serem características da fase, são envoltas pelo sentimento de angústa, a qual se apresenta como dada preocupação e desorientação acometida sobre si na busca de autocompreensão.


Para tanto, tal angústia se apresenta, também, como parte relevante deste processo, tendo em vista que esta fase é regada à inúmeros questionamentos, que literalmente descontroem ou reavaliam conceitos até então pleiteados por âmbito mais familiar e protetor. Quando este adolescente sai para o mundo, acaba por conhecer e confrontar demais conceitos, entrando assim em determinada “crise” no eixo de si para tornar a ser compreender e se reavaliar na atualização do seu “EU” a partir de novos conhecimentos e constextos vividos.


Proteger, apoiar, respaldar, ofertar, são apenas alguns verbos aos quais podemos designar na compreensão de um adolescente em construção. Sanar o que puder na adolescência significa alicerçar uma vida adulta futura mais acessível e menos complicada.


Continue nos acompanhando aqui na plataforma.


Seja bem-vindo à psicoterapia!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page