top of page

Psicologia Histórico-Cultural



A psicologia histórico-cultural é uma abordagem interdisciplinar da psicologia que se concentra na influência da história e da cultura na vida humana e na formação da personalidade. Ela foi desenvolvida por Lev Vygotsky, um psicólogo russo do século XX.


De acordo com a psicologia histórico-cultural, a personalidade é formada pelo impacto das condições sociais e históricas na vida de uma pessoa. Isso inclui a educação, a cultura, as instituições, as relações interpessoais e os meios de comunicação. A cultura é vista como um fator crítico na formação da personalidade, pois fornece as ferramentas sociais, as normas e as expectativas para o comportamento humano.


A teoria de Vygotsky enfatiza a importância da interação social na formação do desenvolvimento cognitivo. Ele acreditava que as crianças aprendem através da interação com os adultos e com outras crianças, e que essa interação é a base para o desenvolvimento da consciência, da linguagem e da inteligência.


A psicologia histórico-cultural também se concentra na importância da educação na formação da personalidade. Ela acredita que a educação é uma ferramenta crucial para o desenvolvimento humano e para a construção da identidade pessoal. A teoria destaca a importância de uma educação significativa e culturalmente relevante, que promova o desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças.


Em resumo, a psicologia histórico-cultural destaca a importância da história e da cultura na formação da personalidade e no desenvolvimento humano. Ela enfatiza a importância da interação social, da educação e da cultura na construção da identidade pessoal e na formação da consciência e da inteligência humana.



Psicologia Popular | Viva Bem, Viva Zen!

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page