top of page

Como Controlar as Emoções



A regulação emocional trata-se das várias formas que você utiliza para lidar com as situações vivenciadas no dia-a-dia. As emoções estão presentes de forma constante, pois são inerentes ao indivíduo. São responsáveis por transparecer de forma física e emotiva como nos sentimos frente a uma ocasião.


A exemplo, podemos utilizar uma situação de trabalho a ser entregue. As emoções contidas nesta tarefa estão atreladas desde a sua solicitação. Portanto, expectativa, ansiedade, preocupação passam a fazer parte do processo. Dependendo do tipo de pessoa que você é, perfeccionismo e personalidade serão impressos nesta tarefa. Pois bem, porém ao emanar tantas emoções você se coloca ou não em uma situação de necessidade de regulação, ou seja, em modo operante, como lida com a situação, controlar essas emoções e canalizar para o que é necessário. Apesar da última frase ser tão enriquecedora e objetiva, a regulação emocional, por vezes, não é alcançada do modo mais adequado. Isso requer atenção, habilidade e principalmente autocomprometimento.


Quando estamos acometidos de modo tão intenso pelas emoções, não nos prestamos a se autorregular de maneira mais eficaz. Dependendo da situação apenas ignoramos, nos invalidamos em como nos sentimos no caso de situações desconfortáveis e intensas ou ruminamos, remoendo o que está acontecendo ou o que aconteceu de modo angustiado.


Bom, mas retornando ao objetivo principal desta leitura, quais seriam algumas formas de lidar melhor no controle das emoções frente aos problemas e situações inusitadas?


Sim, algumas, pois nunca devemos ser tão deterministas em dizer que há apenas uma maneira de se resolver as coisas, afinal o que não falta por aí é método. Mas, cada um funciona de uma maneira. Às vezes, se está tão acostumado a controlar nossas emoções de maneira tão ineficiente, que esse costume toma conta se tornando hábito. Por tanto qualquer tentativa de controle, regulação sobre si, deve vir atrelado a proposta e permissão de se autoconhecer e a validar. Toda técnica ou maneira se torna hábito com empenho e disciplina, as quais são atingidas de forma gradativa e não instantânea. Emoções são instantâneas, controlar e regular são objetivos, concretude do fazer.


Como controlar as emoções?


Você pode utilizar de maneiras físicas, como a realização de respiração e meditação para acalmar os ânimos. A respiração oxigena melhor a atividade cerebral e você se coloca em situação de se estabilizar. Meditar traz a organização, buscando através de uma mente limpa e afastando todo pensamento existente, para assim se reorganizar. De modo cognitivo mais assertivo, podemos citar o pensar, organizar e compreender a situação. O ato de refletir como forma de controle não deve ser confundido com ruminar. Refletir sobre algo tem objetivo. De modo operante e ativo, controlar as emoções frente uma situação envolve se conectar com o que está acontecendo e ter percepção para realizar as devidas escolhas. Quando a situação for de resultado desfavorável, o entender é uma boa maneira. Se colocar a entender tem mais significado do que aceitar. A gente aceita a situação enquanto temos escolha sobre ela, mas quando não temos, nos colocamos a entender.


Promova cada vez mais ganhos para a sua saúde mental. Se controlar e regular é preservar e prestar qualidade de vida e bem-estar.


Continue nos acompanhando e seja bem-vinda a psicoterapia.

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page